novos-procedimentos-de-segurança-que-o-hotel-deve-adotar-na-retomada

Novos procedimentos de segurança que o hotel deve adotar na retomada 

O cenário provocado pelo coronavírus ocasionou no surgimento de novas pautas no setor de hotelaria e turismo. Novas procedimentos de segurança contra a propagação do vírus estão sendo incorporadas, como também as mudanças do mercado e do comportamento do hóspede. 

Serviços de higienizaçãocheckin, chekout e o próprio cardápio, não serão os mesmos nos próximos anos e o hotel que já está desenhando novos planos de ações, buscando as melhores alternativas para o próximo período, poderá se manter no mercado de maneira competitiva. 

Para ajudar você a se preparar, neste artigo, apresentaremos algumas ações de segurança que devem ser implementadas no seu hotel após a quarentena. Mas antes, vamos entender a importância dessa adequação.

Por que adaptar seus protocolos de segurança após a quarentena

Uma pesquisa da Evercore revela uma mudança no perfil do novo consumidor, o ‘inovador e moderno’ dará lugar para o ‘testado e comprovado’. 

O estudo ainda demonstra um requisito que deverá estar com bastante evidencia no perfil do novo cliente após a quarentena e, portanto, demandará uma grande atenção do hotel na retomada: a segurança 

Ao que tudo indica, ofertas e preços não serão os principais critérios nesse período. O hóspede estará na busca de experiências mais autênticas, porém mais seguras em todas as etapas de sua viagem.

Tenha isso em mente ao estabelecer os novos padrões de segurança para os hóspedes e funcionários, a fim de transmitir tranquilidade e confiança.

Procedimentos que devem aumentar segurança para o seu hotel   

Agora que você já sabe a importância de adaptar os procedimentos de segurança do seu hotel para o período de retomada, apresentaremos uma lista com itens que devem ser considerados nessa tarefa. Confira:  

1. Todos os cômodos, áreas comuns e acomodações necessitam de extremos cuidados quanto a higienização 

Neste caso, é recomendável realizar a Higienização constante de maçanetas, elevadores e outros locais de manuseio coletivo.  

2. Disponibilizar produtos adicionais de limpeza nos quartos 

Lembre-se de deixar álcool gel e/ou sabão líquidos nos quartos para que os hóspedes possam lavar suas mãos. 

3. Maior atenção em serviços como lavanderia e cozinhas  

Uma vez que roupas de cama e banho são itens de uso comum; cozinha, pois copos, pratos e talheres, também são compartilhados.  

Por isso, converse com seus funcionários e reforce a importância de seguir os procedimentos de higiene na cozinha e com a lavagens de roupas de cama na lavanderia, aderindo processos mais rigorosos para essas limpezas. 

4. Reduzir pessoas na recepção 

O ideal é que tenha apenas uma pessoa na recepção e se caso haja mais de um funcionário nessa área, estabeleça um revezamento.  

5. Mapear todos os principais pontos de contato dos hospedes e funcionários

Alguns itens frequentemente tocados, como maçanetas, interruptores, controles remotos, telefones e bancadas de trabalho, deverão ser higienizados com solução adequada para desinfecção. 

Todos os cartões-chave também precisarão ser higienizados imediatamente após a devolução. 

6. Diminuir o contato físico nos processos como check-in e check-out  

Essa tendência na hotelaria já vinha crescendo um pouco antes do coronavirus e tende a ganhar mais reconhecimento após esse período.  

Com ele, o hóspede pode receber um link por e-mail ou mensagem, onde ele preenche todos os seus dados antecipadamente e aproveita para fazer a confirmação de sua reserva. Assim, no momento de sua chegada, o hotel já realiza a identificação e lhe entrega as chaves do quarto.  

No momento de saída, o hóspede recebe a fatura e as normas de pagamento, seguindo o mesmo passo a passo.  

Esse processo agiliza o ingresso dos hóspedes durante sua chegada e também o deslocamento, evitando aglomerações na recepção e melhorando o atendimento do hotel. 

7. Aumentar o espaçamento das mesas 

Outra medida importante para contribuir com o isolamento social que deverá permanecer em cautela após a quarentena. 

8. Cogitar reduzir alguns dos itens do cardápio e simplificar suas ofertas (porém, mantendo a qualidade) 

A pauta da higienização e os serviços de alimentação mudaram de patamar. Se antes esse era um assunto delicado, hoje então é mais frágil do que nunca.  

O manuseio e preparo de alimentos, os ambientes comuns de refeição receberão maior grau de importância, e por isso o hoteleiro deve estar extremamente atento. 

9. Café no Quarto sem taxas 

Essa ação é importante para evitar aglomerações em espaços como a lanchonete ou restaurante do hotel.   

10. Janela entre uma reserva e outra de 24 hrs  

 Outra alternativa que pode ajudar a evitar aglomerações no seu hotel é dispor uma janela de quartos sem nenhum hóspede no período de 24 horas.   

Como e por que divulgar os procedimentos de segurança do hotel 

A imagem da sua marca deverá passar ainda mais segurança após esse período, transmitindo valores reais e demonstrando sua dedicação às respostas dos seus clientes. Isso implica novos desafios na forma de comunicação e marketing do seu hotel.  

Lembre-se, portanto, de utilizar as redes sociais, site, blog e e-mail marketing para comunicar ao seu público todas as ações de segurança que está preparando para a retomada, a fim de garantir um destaque frente à concorrência e tranquilidade para seus hóspedes, que tendem a estar mais exigentes após esse período. 

Procedimentos de segurança adotados na Reabertura de hotéis no Brasil e no mundo 

Nos tópicos anteriores, exploramos os principais protocolos de proteção que seu hotel deverá aplicar após a reabertura. Agora, queremos que você veja como alguns hotéis no Brasil e no mundo, têm retornado suas atividades, logo após a queda no número de infectados.  

As medidas, obviamente, estão sendo tomadas com muita cautela e as políticas de segurança atuam para impedir aglomerações nas instalações. Acompanhe: 

No Brasil 

Por aqui, destinos da região Sul permitiram a reabertura de hotéis e atividades turísticas. Em Gramado, esses locais podem funcionar desde o início de maio, com 50% da capacidade. Quem decide ir para lá, deve saber que é obrigatório o uso de mascarás, mesmo dentro das hospedagens. 

Outro destino turístico muito conhecido no Sul, Foz do Iguaçu desenhou um plano para retornar o turismo neste mês. Hotéis voltados ao público corporativo voltam a operar antes dos hotéis de lazer e resorts. Mas, para isso, necessitam seguir algumas medidas, entre elas o uso de máscara e distanciamento de dois metros entre os hóspedes. 

Ao redor do mundo 

Em Portugal, a autoridade turística nacional criou selo de reconhecimento ‘Clean e Safe’ a empreendimentos turísticos, entre eles, hotéis, que implementarem um protocolo interno de higienizaçãode acordo as recomendações da Direcção-Geral da Saúde. Este protocolo assegura a higienização necessária para evitar riscos de contágio e garantir os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades. 

A medida tem como principal objetivo, promover Portugal como um destino seguro do ponto de vista de cuidados da propagação do vírus. 

A China, mesmo sendo o primeiro território afetado pela doença e o primeiro a controlá-la, proibiu a entrada de estrangeiros, e cidações chineses que vêm do exterior, precisam passar por uma quarentena de 14 dias em um hotel designado pelas autoridades e despesas pagas pelos interessados. 

 

Quer saber outras dicas práticas para ajudar seu negócio na retomada do mercado? Confira os artigos a seguir: 

 Conheça a Omnibees 

 Omnibees é uma empresa global que oferece a mais completa solução de distribuição e inteligência à indústria de turismo. Com mais de 5 mil hotéis e 700 parceiros de distribuição, ela é líder absoluta do mercado nacional. 

Com soluções para Hotéis Independentes, Pousadas, Cadeia HoteleiraHotéis BoutiqueOperadores TurísticosAgências de Viagens e Empresas, permite maximizar a receita dos seus clientes pela otimização do preço ou redução dos custos operacionais. 

Deixe uma resposta:

O seu email não será publicado